quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Dado como morto, jovem sai da própria cova após levar tiros e pauladas na cabeça

Belo Horizonte - Uma verdadeira história de terror, que nem os filmes de Hollywood ousam contar, aconteceu na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um jovem de 17 anos levou dois tiros, foi atingido com pauladas na cabeça, perdeu um olho e foi enterrado vivo em uma cova. E sobreviveu.
O caso incrível aconteceu em Confins, em julho, mas os detalhes só foram contados pela vítima na segunda-feira, em entrevista à Rádio Itatiaia, após a prisão de dois suspeitos do crime.
Após furtar 30 gramas de maconha de traficantes do município de Santa Luzia, o adolescente foi sequestrado e levado para às márgens da rodovia MG-010, em Confins. No local, os bandidos deram pauladas e dois tiros na cabeça da vítima, que ficou sem o olho direito.
Achando que o jovem tinha morrido, os traficantes enterram a vítima em uma cova no chão de terra. Mas o adolescente acordou, cavou a terra com as mãos, conseguiu sair para a estrada, onde desmaiou novamente e foi levado para um hospital de Belo Horizonte. Lá, a vítima ficou internada por dois meses até ser identificada pela família.
O adolescente ficou com sequelas e dificuldades na fala, mas conseguiu dar detalhes sobre dois suspeitos aos policiais. Identificados como Sérgio Costa da Silva, de 24 anos, e Carlos Vinícius dos Santos Pereira, de 28 anos, ambos foram presos na segunda-feira.
Fonte: http://odia.ig.com.br

Temer comprou a liberdade de Aécio por R$ 200 milhões

[Temer comprou a liberdade de Aécio por R$ 200 milhões]

O presidente Michel Temer mobilizou-se para devolver ao senador Aécio Neves (PSDB) o mandato dele, a liberdade noturna e o passaporte. 
Segundo o colunista Josias de Souza, para virar votos no plenário do Senado, Temer autorizou seus operadores políticos a acenar com a liberação de R$ 200 milhões em emendas orçamentárias. Aécio precisava de pelo menos 41 votos, e teve 44. Nenhum senador baiano votou a favor do tucano.

O colunista detalha que os três apoios excedentes vieram da bancada do Mato Grosso do Sul: Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB; e Pedro Chaves, do PSC. Em privado, diziam que votariam contra Aécio. Após o aceno orçamentário, votaram a favor.
O senador Romero Jucá, presidente do PMDB e líder do governo, avisara que não daria as caras no plenário na terça-feira, mas Temer estimulou-o a comparecer. Presidente do Conselho de Ética, o senador João Alberto, estava com uma cirurgia agendada para o horário da votação, desmarcou. 
O senador Paulo Bauer, líder do PSDB, estava no hospital. Na oportunidade, Renan Calheiros (PMDB) ponderou: “É fundamental fazermos um apelo ao senador Paulo Bauer, para que ele faça um esforço a mais e venha. Afinal, o João Alberto cancelou uma cirurgia. E o Romero Jucá teve arrancada metade das tripas e está aqui. Firme”.
Agora, após a ajuda, o colunista revela que Temer quer receber sua retribuição na Câmara, onde tramita a segunda denúncia da Procuradoria contra ele. Aécio já ajudara a organizar o enterro da primeira denúncia. 
 

Clima de guerra entre seguranças de Geddel e índios no sul da Bahia já resultou em morte, diz coluna

[Clima de guerra entre seguranças de Geddel e índios no sul da Bahia já resultou em morte, diz coluna]

Embora os índios Pataxós-hã-hã-hães tenham desocupados as fazendas da família do ex-ministro Geddel Vieira Lima no sul da Bahia no ínicio deste mês, o clima ainda é tenso por lá.
De acordo com a coluna Esplanada, do jornalista Leandro Mazzini, Caciques estiveram em Brasília nesta terça-feira (17) na Fundação Nacional do Índio (Funai) pedindo a presença do órgão em Itapetinga, onde fica a Fazenda Esmeralda. O grupo acusa o peemedebista de grilar terras indígenas.
Para piorar o clima de guerra, um pataxó , segundo o colunista, foi morto dentro da fazenda por supostos seguranças da propriedade do ex-ministro.

Dois envolvidos no roubo a carro-forte morrem em troca de tiros com a Polícia

[Dois envolvidos no roubo a carro-forte morrem em troca de tiros com a Polícia]

Dois homens acusados de envolvimento no ataque com explosivos a um carro forte na tarde desta segunda-feira (16), no município de Souto Soares, a 500 km de Salvador morreram em confronto com policiais Civis e Militares, em uma região de mata fechada, na cidade de Mulungu do Morro, na tarde desta terça-feira (17).
De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), após explosão ao carro-forte, que segundo investigação estava vazio, sem dinheiro, equipes do Comando de Policiamento Regional da Chapada, das 13 e 14 Coordenadorias de Polícia do Interior (Coorpins) de Seabra e Irecê, e das Companhia Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Semiárido e Chapada realizaram varreduras em áreas próximas ao ataque. Durante incursões, tendo como base denúncias anônimas, os policiais chegaram em casas utilizadas pelo bando.
No primeiro local dois integrantes da quadrilha conhecidos pelos apelidos de 'Patrãozinho', o Valdelino Rosa da Silva e 'Bal' que é o Maciel Anjos da Cruz, atiraram nas equipes, foram socorridos, mas não resistiram. Com os assaltantes foram apreendidos uma pistola calibre 380, um revólver calibre 32 e porções de maconha.
Numa segunda residência, na zona rural da cidade de Iraquara um criminoso de prenome Rogério conseguiu fugir ao cerco. Na casa foram apreendidos três veículos.
"Parabéns a todas as equipes da PM e PC pelo empenho. Em menos de 24 horas chegamos na quadrilha. Mostramos que não toleramos na Bahia ação de crime organizado. Vamos pra cima para identificar e localizar todos", informou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Homem mata namorada com furadeira por causa de mensagens do Whatsapp

crime-barbaro

Um homem identificado como Jeidson Santos de Morais, de 27 anos, foi preso após matar sua namorada, Vanderléia Carvalho de Macedo, de 27 anos, residente na rua 22, Bairro João de Deus, na cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, utilizando um furadeira.
O crime teria sido cometido depois de uma discussão do casal devido a mensagens do WhatsApp. Segundo informações da PM ao Site Petrolina em Destaque, o fato aconteceu por volta das 21:00h do último sábado (14). A vítima foi encontrada sem roupa e com vários ferimentos provocados pela furadeira, além de perfurações de golpes de faca. Após cometer o crime, o suspeito ligou para a mãe da vítima avisando o que acabara de fazer.
Ele pediu então para que a mãe se deslocasse até o local do crime, na Avenida das Nações, nº 517. Ele confessou para a polícia que perdeu a cabeça após a discussão e afirmou que agiu de maneira descontrolada na hora do homicídio. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil. O Instituto de Medicina Legal (IML) esteve no local para proceder com a remoção do corpo. Informações do Vitoria da Conquista Noticias.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Mãe é baleada durante velório do filho

[Mãe é baleada durante velório do filho no interior da Bahia]

Uma mulher foi baleada durante o velório do filho, na madrugada desta terça-feira (3), no município de Planalto, no sudoeste da Bahia. Segundo informações da polícia, Valquíria Alves dos Santos, 45 anos, estava dentro de sua casa, na Rua João Pessoa, quando foi surpreendida pelos atiradores.
Após dispararem vários tiros, os homens fugiram. A mulher foi socorrida para o Pronto Socorro do município e transferida para o Hospital de Base de Vitória da Conquista. O quadro de saúde da vitima ainda não foi divulgado.
Na madrugada de segunda-feira (2), o filho de Valquíria foi morto a tiros, em via pública.

Assaltantes 'investiram' R$ 4 milhões em túnel que ligaria casa a cofre de banco com R$ 1 bilhão

Túnel de cerca de 500 metros foi escavado para assalto a banco

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu, na madrugada de segunda-feira, 16 pessoas suspeitas de terem cavado um túnel que ligava um imóvel na Zona Sul de São Paulo ao cofre da base de distribuição do Banco do Brasil. O grupo era investigado há três meses pela Delegacia de Roubos a Bancos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). A polícia afirma que os bandidos pretendiam roubar R$ 1 bilhão do banco.
— O investimento da quadrilha foi na faixa de R$ 4 milhões, segundo eles informaram, cada um dos participantes calçou R$ 200 mil e a estimativa deles era levar R$ 1 bilhão. Seria o maior assalto do mundo — disse o delegado responsável pelo caso, Fábio Pinheiro Lopes, em entrevista ao "Jornal Nacional".
O grupo foi preso em um galpão na Zona Norte da capital paulista, onde eram fabricadas as ferramentas utilizadas na escavação. Com cerca de 500 metros, o túnel possui uma estrutura de madeiras e ferro, ainda de acordo com o JN. Lopes afirmou que a operação desta segunda-feira foi agilizada pelo fim das obras, que terminaram na na última quarta-feira.
— Por isso resolvemos fazer a operação e prender quase todo mundo. Prendemos os líderes, se escapou algum (integrante) foi mão-de-obra — afirmou.